Escola da Vida no Biangulo

 

 

“É tudo na base do milagre”, Deus se revelou àqueles alunos provando mais uma vez um lema já conhecido de obreiros e voluntários. O que se viu nesse Escola da Vida foi espetacular e impossível de se conseguir apenas com a força dos obreiros e voluntários não importando o quão dedicado estivessem.

 

A escola tinha demandas específicas na onda que assombrou a internet com uma série sobre suicídio, e o alarme de uma brincadeira onde o desafio final era tirar a própria vida, era necessário falar também com os alunos mais novos. O projeto começava já com o desafio de adaptar sua linguagem para um público mais novo.

 

Na semana do projeto toda equipe buscou se envolver com os alunos durante o intervalo e ganhar o tão necessário direito de ser ouvido. Com a graça de Deus o milagre já começava ali, alunos se abriram para brincadeiras, selfies e vídeos com depoimentos durante toda a semana. Um passo ainda maior em direção ao direito de ser ouvido foi dado com um desafio onde eles deveriam gravar vídeos com palavras positivas sobre si mesmo, e em um desafio posterior tirar selfie com a família. Para ganhar o direito de ser ouvido, foi direcionado por Deus a necessidade de antes ouvir (que já é costume com o projeto por meio do concurso de redação).

 

Nas palestras havia sempre o desafio (principalmente com os menores) de mantê-los focados, mas isso não impediu o poder de Deus. Era possível ver meninos sendo tocados em cada palestra. Na palestra de autoestima (segundo dia) já pode-se ter contatos com alunos importantes mostrando mais uma vez o milagre, mas na palestra sobre família (quarto dia) o Senhor resolveu impressionar, os alunos foram tocados de maneira fora do comum (mesmo para quem trabalha na base do milagre). A palestra sobre família sempre mexe com os alunos, mas não da forma como aconteceu naquela quinta, aquilo foi extraordinário.

 

Numa semana onde se teria uma paralisação na sexta e feriado na segunda seguinte, a decisão de adiar o encerramento para a próxima terça carregava consigo o desafio de acreditar que a mensagem da semana continuasse nos corações durante esse espaço. Os alunos estavam desafiados a tirar selfie com a família durante o feriado agora cheios de esperança pois já estavam entendendo que “tudo muda quando você muda”.

 

O tão esperado encerramento chegou. O que Deus fez naquele dia não pode ser explicado pelo número de ferramentas

 

ou a qualidade do planejamento (ainda que Deus se agrade de usar todas as nossas capacidades). Naquele dia os alunos foram tocados de uma forma diferente, nos encerramentos sempre se tem muito choro, corações quebrantados, arrependimentos, desejo de mudar sua realidade, e entregas genuínas a Cristo. Naquele dia, no entanto, tinha algo mais os alunos estavam sedentos por mais. Em cada abraço eles só soltariam a equipe depois de receber alguma palavra de vida. Não era possível olhar para forma como eles abraçavam e choravam e não ver a sinceridade da esperança que eles tinham que a mensagem que a MPC levava podia mudar tudo. Os alunos puderam entender que se aquele Cristo mudasse os corações, poderiam afirmar “tudo muda quando você muda” não pela esperança de uma vida sem dor, mas de uma vida com um sentido e um propósito conquistados na cruz de Cristo. Naquele dia a equipe MPC pode dizer mais uma vez que “é tudo na base do milagre”.

 

Confira um breve depoimento abaixo:

 

 

Pra você que é um aluno, nós temos um site especialmente feito pra você: www.portalescoladavida.com.br/estudantesedv​

 

Please reload

November 26, 2018

Please reload

POSTS RECENTES